São Paulo
 

Como aproveitar ao máximo São Paulo em 3 dias

Planejando uma viagem para São Paulo? Inspire-se sobre o que fazer enquanto estiver lá com nossa ideia de roteiro de três dias perfeitos. História, cultura, entretenimento, restaurantes... Faça tudo em um ritmo confortável e não perca nada!

▼ Veja as atividades

Ao sudeste do Brasil, São Paulo é uma cidade que cultiva todos os superlativos. Maior cidade da América Latina, a capital cultural, centro financeiro, polo industrial, São Paulo é um mundo à parte, no qual toda a diversidade da América do Sul se reflete. Em 450 anos, a aldeia fundada por 12 Jesuítas se tornou a megalópole de 11 milhões de habitantes de todas as origens.

A visita da cidade começa pelo Pátio do Colégio, em pleno centro antigo. Através desta antiga missão jesuíta, voltamos às origens de São Paulo, pois sua edificação remonta a 1554 e constitui o ato fundador da criação da cidade. Dentro do Pátio, encontramos o Museu Padre Anchieta, homenagem a um dos fundadores da missão, que permite acompanhar a história da colonização do Brasil e a ação dos Jesuítas.

Fique na mesma zona para o almoço, e não hesite em pedir uma pizza considerada entre as melhores do mundo, às vezes melhores que as da Itália, e com uma boa razão : em São Paulo, cerca de 60% da população tem um ancestral italiano, rendendo em alguns momentos a essa ciade brasileira a qualificação de « pedaço da Itália ». Em todo caso, saiba que São Paulo é a segunda cidade consumidora de pizzas, só perdendo para Nova York.

De tarde, vá um pouco ao norte da cidade, em direção ao Jardim da Luz, um parque ao redor da Pinacoteca do Estado de São Paulo, o museu mais antigo da cidade e uma das mais grandiosos pinacotecas e toda a América do Sul. Dentro dela, descubra mais de 8000 obras, em sua maioria de artistas basileiros. A visita de um tal museu pode ser cansativa, então não hesite em curtir o fim da tarde no parque adjacente, o mais antigo da cidade.

Nas redondezas, se ainda tiver energia, poderá visitar o Museu de Arte Sacra de São Paulo, que fica em um edifício magnífco do século XVI.

Quando chega a noite, jante tranquilamente em um dos bairros descolados da cidade, como o bairro Vila Madalena ao oeste ou a Vila Olimpia ao sudoeste.

Dia 2 >

▼ Veja as atividades

No dia seguinte, o dia começa mais uma vez no centro, com a visita da Catedral da Sé, que fica na praça de mesmo nome. Este imenso edifício faz parte das cinco maiores catedrais neogóticas do mundo, e só foi acabada em 1967.

Depois do almoço italiano da véspera, porque não conhecer uma outra grande comunidade que compõe São Paulo ? Você poderá encontrar facilmente um restaurante japonês no centro, principalmente no bairro da Liberdade, ao sudoeste do centro, que concentra a maior comunidade japonesa fora do Japão.

De tarde, pegue o metrô em direção ao símbolo da cidade, tão importante quanto o Pão de Açúcar no Rio de Janeiro ou a Torre Eiffel em Paris : a Avenida Paulista, que concentra a maioria das sedes de bancos e dos grandes grupos financeiros, e exprime o dinamismo econômico do Brasil.

É nesta avenida que encontrará o Museu de Arte de São Paulo, o MASP, cuja arquitetura brutalista merece uma olhada. Dentro do museu, você poderá descobrir a maior e mais completa coleção de arte ocidental na América Latina, com mais de 8000 obras que vão do século XIII até os dias de hoje. Encontramos também obras de Rafael, de Botticelli, de Ticiano, de Delacroix, de Velasquez, de Rubens…

Ao sair, descanse um pouquinho no parque Trianon, à margem da Avenida Paulista, cuja particularidade é de ser um resto de floresta primária, exibindo por isso uma vegetação tropical exuberante.

De noite, aproveite um pouco mais a Avenida Paulista, cuja atividade nunca para e onde encontrará muitos restaurantes excelentes, ou então dirija-se à Rua Augusta, uma rua perpendicular onde há muitos bares, restaurantes e boates.

< Dia 1 Dia 3 >

▼ Veja as atividades

O último dia deverá ser mais repousante que os dois primeiros, pois você não vai vistar um museu comparável ao MASP ou à Pinacoteca, e não vai descobrir os parques mais conhecidos da cidade.

Tudo começa de manhã, com a visita do Parque da Independência, onde conhecerá o Monumento do Ipiranga, que comemora o grito do Ipiranga da Independência brasileira, que aconteceu em 7 de setembro de 1822, uma data que serve de festa nacional até hoje. O monumento é também o túmulo de Dom Pedro Iº, o proclamador da Independência.

A seguir, drija-se ao Parque Ibirapuera par fazer um piquenique em m espaço comparável ao Central Parc no meio de São Paulo. Nesta imensa área verde, você encontrará numerosos edifícios notáveis, como o MAM, o museu de arte moderna da cidade, o museu de arte contemporânea ou ainda o Pavilhão Manoel da Nóbrega, que foi a prefeitura até 1922. Aproveite esse último dia em São Paulo para se perder um pouco no parque.

E na sua última noite, poderá fica um pouco no parque para conhecer o Auditório Ibirapuera, concebido pelo arquiteto Oscar Niemeyer, que oferece regularmente concertos de qualidade neste cenário paradisíaco.

Em três dias nesta capital cosmopolita, você terá apenas uma amostra da riqueza de São Paulo. Entretanto, terá a ocasião de conhecer os elementos mais emblemáticos e mais interessantes, como seus museus únicos no mundo. Se tiver a oportunidade de voltar ou de passar um pouco mais de tempo na cidade, não deixe e ver a Torre Banespa, que proporciona uma belíssima vista panorâmica, ou o bairro Morumbi, cheio de belos parques e de casas burguesas.

< Dia 2

Nossos hotéis em São Paulo

 

My TripPlanner

Para utilizar o TripPlanner, você deve se registrar.

Login Inscrição