Roma
 

Como aproveitar ao máximo Roma em 3 dias

Planejando uma viagem para Roma? Inspire-se sobre o que fazer enquanto estiver lá com nossa ideia de roteiro de três dias perfeitos. História, cultura, entretenimento, restaurantes... Faça tudo em um ritmo confortável e não perca nada!



▼ Veja as atividades

Entre a sua fundação lendária por dois irmãos criados por uma loba até seu estátus atual de capital da Itália, passando pelas obras-primas do Renascimento, Roma não é chamada de cidade eterna por acaso. Sede do papa, centro do Império Romano, berço da civilização ocidental e do direito, a cidade é um monumento a céu aberto no qual cada rua, cada fachada, cada fonte é um encanto.

Sua estadia começa no Capitólio, a menor e a mais central das 7 colinas de Roma, na qual há uma praça de mesmo nome, uma das praças mais lindas do mundo, concebida por Michelangelo. Lá, você vai encontrar o Museu do Capitólio, o museu mais antigo do mundo que contém obras-primas da Antiguidade. Na praça, tabém encontramos o Palazzo Senatorio, sede atual da prefeitura.

Ao descer para o sul, você vai se deparar com o fórum. Durante a Antiguidade, esse centro servia de praça pública, na qual os romanos conversavam, dicutiam e negociavam. Uma oportunidade de caminhar ao ar livre entre os vestígios dos templos e das basílicas, e de compreender um pouco melhor a vida romana na Antiguidade.

O passeio pelo fórum vai levá-lo até o Coliseu, um imenso anfiteatro, o maior de todo o Império Romano, e sem dúvida o monumento mais famoso da cidade. Sua imagem é vinculada à dos terríveis combates de gladiadores e de feras, mas fique sabendo que também se podia assistir a combates navais, o que dá uma ideia do poder do Império naquela época.

Ao descer ainda mais um pouco para o sul, você vai conhecer um outro vestígio monumental do Império Romano : o Circus Maximus, que podia comportar 250 000 expectadores, fazendo dele o maior recinto esportivo que o mundo já conheceu, mas também um espaço verde agradável para passear.

Conforme o tempo que restar e a sua vontade, você poderá continuar sua visita da Roma Antiga pelas termas de Caracalla, a feira de Trajano ou o Palatino.

No fim da tarde, volte para o norte do fórum par descobrir o centro da cidade e a sua famosa Fonte de Trevi, um dos símbolos da cidade. Magnífico exemplo da arte barroca, é dessa fonte que vem o costume de jogar a moedinha para fazer um pedido ou para dar sorte. Não deixe de jogar a sua própria moeda, depois o dinheiro é recolhido pela cidade e é redistribuído a obras e caridade.

Aproveite também para degustar um sorvete no San Crispino, logo ao lado : afinal e contas, é também para tomar gelatti que se visita a Itália !

Dia 2 >

▼ Veja as atividades

No dia seguinte, você vai mudar de país ao tomar a direção do Vaticano. Prefira sair bem cedo, pois o sítio é extremamente visitado, e a espera pode ser longa se chegar tarde demais. Lá dentro, você vai visitar a famosa Capela Sixtina e seu teto famoso no mundo inteiro, parcialmente pintado por Michelangelo.

Uma vez terminada a visita do museus do Vaticano, é a vez da igreja mais famosa da cristandade, São Pedro do Vaticano, que é a igreja paroquial do Papa. No interior deste edifício majestoso, não se esqueça de observar a Pietà de Michelangelo, bem como o pé da estátua de São Pedro, desgastada pela tradição que manda os peregrinos beijarem o seu pé ao entrar na basílica.

Após uma manhã bem difícil, a tarde será mais calma. Você pode curtir um passeio no coração das mais belas praças da cidade, começando pela Piazza Navona, onde você vai conhecer a fonte dos Quatro Rios do Bernini, e depois a Piazza di Spagna, situada no bairro das butiques de luxo, e no final, a Piazza Venezia onde fica o monumento a Victor-Emmanuel II. De noite, uma pizza no Da Ricci ou no Dar Poeta deverá fazer jus à fama da capital mundial deste prato.

< Dia 1 Dia 3 >

▼ Veja as atividades

Em seu último dia em Roma, você vai seguir um guia excepcional com o diretor Nanni Moretti, que, em seu filme « Caro Diario », apresenta os mais belos bairros da cidade em função das suas fachadas. Se quiser seguir fielmente o percurso percorrido por ele com a ajuda da sua fiel Vespa, comece visitando o bairro Garbatella, ao sul do centro da cidade, um bairro residencial dos anos 1920 ; vá a seguir ao Spinacetto, ainda mais ao sul da cidade ; depois pegue o rumo do Casal Palocco, um bairro concebido nos anos 30 pelo poder fascista, que depois virou um bairro burguês residencial. Enfim, vá à Óstia, à beira do mar, para, assim como o diretor, se recolher no lugar onde Pier Paolo Pasolini foi assassinado.

Aproveite a sua última noite em Roma para fazer festa e descobrir a vida noturna da capital italiana. Pegue a direção do bairro Travestere, no qual se concentram muitos restaurantes e pubs ; o bairro Testaccio para encontrar boates ou ficar à beira do rio Tibre para tomar um drinque em um ambiente amigável, principalmente no verão.

Pensar que três dias seriam o bastante para saber tudo sobre a cidade eterna seria uma presunção. Entretanto, esta estadia curta permite conhecer o essencial, enquanto curte um momento agradável e entra um pouco no clima tão particular da capital italiana. Se puder passar um pouco mais de tempo na cidade, não perca os diversos palácios, cada qual mais suntuoso que o outro, como o Palazzio Farnese, o Castel Sant’Angelo ou a Villa Borghese. Sem se esquecer de sair um pouco da cidade à conquista do Vesúvio e da cidade de Pompeia.

< Dia 2

Nossos hotéis em Roma

 

My TripPlanner

Para utilizar o TripPlanner, você deve se registrar.

Login Inscrição