Le Magazine Accor Hotels
1 hora, 1 dia, 1 semana

3 motivos para conhecer o Memorial da Inclusão em SP

Conheça o Memorial da Inclusão, na capital paulista!

Opções de passeios e pontos turísticos em São Paulo não faltam. Mas é possível incluir no roteiro de viagem à capital de São Paulo passeios que vão além de uma visita as atrações mais tradicionais da cidade, como é o caso do Memorial da Inclusão: uma oportunidade para saber mais sobre a história da pessoa com deficiência no Brasil, além de ter viver experiências sensoriais exclusivas.

Fachada do Memorial da Inclusão em São Paulo (Fotos: Getty Images)
Fachada do Memorial da Inclusão em São Paulo (Fotos: Getty Images)

Memorial da Inclusão: um resgistro da história da pessoa com deficiência no Brasil

Criado pela Secretaria do Estado de São Paulo dos Direitos da Pessoa com Deficiência, o Memorial da Inclusão foi inaugurado em 2009 e faz parte do movimento social da pessoa com deficiência. Ele apresenta 600 peças que contam a história do movimento no Brasil, desde 1970. A proposta do Memorial da Inclusão é promover a conscientização em relação aos direitos das pessoas com deficiência, por meio de pesquisas, palestras, curso e seminários. Todas as exposições do Memorial possuem texturas e relevos, além de guias e tradutores de libras. As visitas acontecem de segunda a sexta, das 10h às 17h, e no último sábado de cada mês, das 13h às 17h. Para grupos acima de 10 pessoas a visita deve ser agendada por e-mail memorial@sedpcd.sp.gov.br.
Sala de exposição do Memorial da Inclusão
Sala de exposição do Memorial da Inclusão

Exposições fixas, temporárias e itinerantes

O Memorial da Inclusão também conta um acervo histórico bem variado, que compõe a sua exposição fixa. São fotos, vídeos e documentos que contam a história do movimento social da pessoa física, que ganhou força em 1981, quando a ONU lançou o AIPD - Ano Internacional da Pessoa com deficiência. Além disso, o Memorial da Inclusão também conta com exposições temporárias que tratam de questões relacionadas ao universo dos portadores de deficiências, os trabalhos apresentados vão desde obras de arte, até apresentações culturais. Por fim, existem também as exposições itinerantes, que levam o acervo do Memorial a outros espaços culturais espalhados pelo estado. Assim, a proposta de conscientização pode alcançar um maior número de pessoas.
O Memorial tem acervo com relevos e sons
O Memorial tem acervo com relevos e sons

Sala Preparatória dos Sentidos

A Sala dos Sentidos é um dos pontos altos da visita ao Memorial da Inclusão. Ela não possui qualquer iluminação e os objetos e textura são distribuídos pelas paredes. Nesse ambiente são emitidos sons que convidam você para uma experiência sensorial única, instigando uma reflexão sobre os sentidos humanos, como o tato, a visão e a audição.

Você curtiu? Compartilhe!

Por aí

Mais ideias de viagens

Encontre seu destino perfeito

Com o Radar de Viagens

Descubra