Le Magazine Accor Hotels

Lugares para relaxar no Rio de Janeiro

Veja 7 dicas para passeios serenos e aproveite a capital fluminense com muita tranquilidade!

Quem procura por lugares para relaxar no Rio de Janeiro, acha! Além dos pontos turísticos mais agitados, a capital fluminense é cheia de alternativas para quem deseja tranquilidade. São parques, jardins, spas e praias desertas que levam você a um refúgio de serenidade. E nós separamos os melhores para ajudar a montar o seu roteiro de paz na Cidade Maravilhosa. Confira!

Café da manhã no Parque Lage

Aos pés do Corcovado, o Parque Lage é o lugar perfeito para dar início ao seu dia relaxante no Rio de Janeiro. Tudo começa com o café da manhã servido no Plage Café, que fica dentro do palacete do parque. 
Construído em 1931 ao estilo romano eclético, com o Cristo Redentor ao fundo e uma piscina verde incrível no centro, o pequeno palácio parece uma pintura. Ali, você pode saborear pães frescos, ovos mexidos, frutas, sucos, queijos e uma série de mimos matinais. A dica para pegar uma mesa na varanda é chegar cedo – perto das 9h, quando o café abre.  
Depois, vale uma caminhada tranquila pelos corredores dos jardins. Projetados ao longo dos últimos séculos, eles unem a beleza das árvores e flores com monumentos e ar puro. Andar pelas trilhas com a sombra da vegetação e embalado pelo canto dos pássaros é a definição de paz, não é mesmo?
Para se hospedar próximo ao Parque Lage, você pode escolher um dos hotéis da AccorHotels em Copacabana, uma das praias mais bonitas da capital e que fica a apenas 4 quilômetros de toda essa tranquilidade. 
Endereço: Rua Jardim Botânico, 414 - Jardim Botânico.
Funcionamento: todos os dias, das 8h às 17h.

Fauna e flora no Jardim Botânico

Mais do que um ponto turístico clássico, o Jardim Botânico do Rio de Janeiro é uma programação que realmente vale a pena. Primeiro do Brasil, ele tem mais de 200 anos e muita história, além de ser um importante centro de pesquisas e considerado pela Unesco como reserva da biosfera da Mata Atlântica. 
Não é à toa: por ali se vivem 3.400 espécies de plantas vindas de várias partes do Brasil e do mundo. A mais marcante é a Palmeira-imperial, que pode chegar a 50 metros de altura e se tornou o cartão postal do jardim. 
Sabendo de tudo isso, o seu passeio fica ainda mais interessante. A dica é andar pelo corredor de palmeiras-imperiais, observar os detalhes do jardim de cactos e as cores do orquidário. E entre o verde, apreciar os pássaros, esquilos e outros bichinhos que moram ali. Você também pode sentar em um dos bancos com frases da Clarice Lispector e tomar um café no centro de visitantes. Assim, calma e natureza ficam garantidas na sua viagem. 
Endereço: Rua Jardim Botânico, 1008 - Jardim Botânico.
Funcionamento: segundas, das 12h às 18h. De terça a domingo, das 8h às 18h.

Serenidade e bem-estar no Le Spa do MGallery by Sofitel

Para estar próximo do Centro da cidade, mas ao mesmo tempo, em um refúgio pacífico e tranquilo, o Le Spa do MGallery by Sofitel é a pedida certa. 
No spa, você escolhe diferentes tipos de massagens terapêuticas – entre elas, a famosa massagem com pedras quentes, que causam profundo relaxamento e alívio de tensão muscular. Ali, todo o ritual começa já no ambiente, onde decoração, iluminação e música são selecionados para um perfeito clima de aconchego e paz. Depois da massagem, você ainda pode tomar suco natural, chá ou água aromatizada e relaxar na área de descanso. A programação perfeita para quem busca sossego. 
Endereço: fica no Santa Teresa Hotel RJ - MGallery by Sofitel. Rua Almirante Alexandrino, 660 – Santa Teresa. Faça sua reserva, aqui.

Cultura e história na Biblioteca Nacional

No prédio construído em 1910 está a Biblioteca Nacional, o icônico edifício da Cinelândia e oitava maior biblioteca do mundo, segundo a Unesco. Por lá, você pode fazer uma visita guiada que dura aproximadamente uma hora e conhecer um pouco da memória brasileira em livros. 
Num clima de sossego e conhecimento, o passeio mostra as salas onde ficam mais de dois mil dicionários, três milhões de jornais e outros milhares de livros. Além disso, é possível apreciar fotos raras – como a de Dom Pedro II, registrada em 1888 – e uma das primeiras obras impressas do mundo, datada de 1493. Toda a mobília é original do início do século passado. É um combo de cultura e tranquilidade para o seu roteiro! 
Endereço: Avenida Rio Branco, 219 – Centro.
Funcionamento: de segunda a sexta, das 10h às 17h. Sábados, das 10h30 às 14h30.

Natureza nas praias desertas

Com pouco movimento, vegetação intacta e o barulho das ondas em evidência, as praias calmas do Rio de Janeiro são praticamente desertas e ideais para quem deseja um dia de sol combinado à calmaria. Confira algumas opções para curtir a natureza litorânea longe do frenesi e relaxar.
Praia da Reserva – Barra da Tijuca: para quem deseja privacidade para descansar, mas ao mesmo tempo que não quer estar tão longe do Centro, esta é a praia ideal. Pouco movimentada e com uma ampla faixa de areia, por ali reúnem-se moradores e turistas que trocam agito por serenidade. 
Endereço: Avenida Lúcio Costa - Barra da Tijuca. Veja o mapa, aqui.
Praia do Secreto: quando a maré enche, não há faixa de areia. Fica apenas uma linda piscina natural de águas claras que se forma entre as rochas. O espaço não é muito explorado pelos turistas, por isso é comum chegar lá e encontrar pouca gente – ou quase ninguém. É um ótimo lugar para descansar e pensar nas coisas boas da vida. 
Endereço: fica entre a Praia da Macumba e a Prainha, na Avenida Estado da Guanabara, 1102 - Recreio dos Bandeirantes. Veja o mapa, aqui.
Praia do Inferno: e para os mais aventureiros, essa é a escolha certa. Com clima de praia selvagem, ela é cercada por mata fechada e rochas, sua areia é branca e seu mar azul-esverdeado. Para acessá-la, é preciso fazer uma trilha com nível moderado de dificuldade, o que não é problema para quem realmente procura por uma praia virgem e tem experiência com longas caminhadas na natureza. 
Endereço: fica dentro do Parque Estadual da Pedra Branca. Você pode acessar o parque pelo núcleo Camorim: pela Estrada dos Bandeirantes, entre na Estrada do Camorim e siga até o largo da Capela de São Gonçalo do Amarante.  Lá, mantenha à esquerda e siga em frente até a entrada. Para chegar na Praia do Inferno, há uma trilha de 3 quilômetros. É importante ter experiência com trilhas. Veja o mapa, aqui.
Gostou das nossas dicas de lugares para relaxar no Rio de Janeiro? Antes de fazer as malas, reserve o seu hotel preferido no aplicativo AccorHotels e tenha acesso aos melhores preços e benefícios na palma da mão.

Você curtiu? Compartilhe!

Por aí

Mais ideias de viagens

Encontre seu destino perfeito

Com o Radar de Viagens

Descubra