Lyon
 

Como aproveitar ao máximo Lyon em 3 dias

Planejando uma viagem para Lyon? Inspire-se sobre o que fazer enquanto estiver lá com nossa ideia de roteiro de três dias perfeitos. História, cultura, entretenimento, restaurantes... Faça tudo em um ritmo confortável e não perca nada!

▼ Veja as atividades

Na interseção dos rios Saône e Rhône (ou Ródano), a capital das Gálias, da Resistência, do cinema e da seda soube desenvolver sua identidade ao longo dos séculos, apesar da forte centralização francesa em torno da capital. Situada em uma região de grande beleza, Lyon apresenta várias facetas que foram se desenhando ao longo dos séculos.

Para começar a sua estadia, faça como os primeiros habitantes de Lugdunum (seu nome romano), vá ao grande ponto de encontro : a colina de Fourvière. É nessas alturas que a primeira colônia romana se implantou, conforme o testemunho de alguns vestígios notáveis, como o teatro ou o Odeon galo-romano, ainda ativo nos dias de hoje. Durante esse passeio, durante o qual você vai curtir uma vista aérea da cidade, não perca o santuário de Cybèle, as grandes termas, ou o túmulo de Turpio. No topo da colina, você também vai encontrar a torre metálica, que se parece bastante com a Torre Eiffel.

Ainda na colina, a basílica Notre-Dame de Fourvière domina a cidade. Construída no século XIX em um estilo neogótico, sua decoração interior só foi finalizada após a Segunda Guerra Mundial. Lá, você vai descobrir mosaicos esplêndidos, assim como a impressionante vista do átrio.

A seguir, desça as ladeiras da colina de bondinho ou pelos jardins do Rosário par conhecer o bairro Renaissance da Lyon Antiga, classificado como patrimônio mundial da UNESCO, no qual se encontram um bom número de hotéis particulares e ruelas medievais ligadas entre si por « traboules » ; passagens que ligam pátios de edifícios.

No bairro também fica a Catedral Saint-Jean, que compreende elementos arquitetônicos romanos e góticos que datam dos séculos XII ao XV, bem como um relógio astronômico do século XIV. Uma curiosidade : o relógio foi deteriorado em 2013 com uma barra de ferro, por um homem que afirmava que a sua magnificência inpedia os fiéis de se concentrar nas suas orações.

De noite, ainda na Lyon Antiga, há os famosos « bouchons », restaurantes típicos onde poderá provar a gastronomia de Lyon e as suas especialidades, como o « tablier de sapeur, » as « quenelles » ou o a « cervelle de canut ».

Dia 2 >

▼ Veja as atividades

No dia seguinte, vá ao rio Saône para conhecer o centro, indo para o norte, no bairro e aldeia da Croix-Rousse e as suas famosas ladeiras nas quais você terá novamente uma vista magnífica da cidade. É neste bairro que se encontram os imensos prédios canuts, antigos apartamentos e oficinas que eram ocupados por operários da seda, os canuts, que ocuparam um lugar importante na luta das classes.

Ao descer para o sul, você vai cruzar os bairros mais chiques da cidade. Se quiser fazer compras, vá para o lado do bairro ao redor da Rua da République, no centro da « península » (presqu´île) à qual você deve ir.

De tarde, vá para o norte rumo ao bairro da Croix-Rousse para ir ao Museu de Belas Artes, que às vezes chamamos de Pequeno Louvre, devido à qualidade e ao tamanho da sua coleção. Assim como o Louvre, é imperdível porém interminável, sendo que uma tarde não é o bastante para ver tudo. Concentre-se no departamento que mais lhe interessar, mesmo se a seção das pinturas lhe chamar a atenção, com obras de Modigliani, Chirico, Brueghel, Van Gogh, Cézanne, Gauguin, Miró ou Picasso, para citar apenas alguns nomes.

< Dia 1 Dia 3 >

▼ Veja as atividades

No dia seguinte, você ainda vai atravessar as pontes, aquelas que ligam o rio Rhône desta vez, para ir ao parque da Tête d’Or, o maior parque da cidade e um dos maiores da França. Trata-se de um espaço de descontração muito apreciado pelo povo de Lyon, no qual eventos, concertos, peças de teatro, projeções ou exposições são organizados regularmente.

Aproveite para fazer um piquenique antes deir à Cidade Internacional que fica bem ao lado do parque. Este bairro, um dos mais recentes da cidade, reúne diversas atividades turísticas ou serviços, dentre as quais um cassino, um complexo de cinema e um palácio de congressos. Também é aqui que você vai encontrar o Museu de Arte Contemporânea da cidade.

Ao descer rumo ao sul, você vai descobrir o bairro da Guillotière, um bairro cosmopolita onde vivem muitas comunidades e diversos restaurantes de todas as culturas. Ainda mais ao sul, o bairro de Gerland abriga o estádio de mesmo nome, no qual o time do Olympique Lyonnais treina ; bem como a Halle Tony Garnier, sala que abriga regularmente concertos e exposições.

Na sua última noite na capital das Gálias, se quiser fazer festa, você poderá ir às margens do rio Rhône, apelidadas « os cais da sede », que reúnem muitos bares em barcos de todos os estilos. Para um ambiente mais estudantil e boêmio, é nas ladeiras da Croix-Rousse que o fervo acontece, enquanto a Guillotière oferece uma atmosfera mais antenada e descontraída.

Após três dias em uma das mais belas cidades francesas, você vai sem dúvida querer ver mais. Esta estadia terá servido para revelar três facetas de Lyon, a margem direita, a esquerda e a « presqu’île. » (ou península). Caso tenha uma oportunidade de passar um pouco mais de tempo na cidade, não deixe de ultrapassar um pouco das fronteiras para descobrir os arredores de Lyon, o bairro da Part-Dieu e as galerias de arte do sul da península.

< Dia 2

Nossos hotéis em Lyon

 

My TripPlanner

Para utilizar o TripPlanner, você deve se registrar.

Login Inscrição